Blog Drone

Noticias sobre o Mundo dos Drones é aqui !

04/02/2020 

DECEA anuncia novos manuais para regulamentar o uso de drones no Brasil

O DECEA é a organização responsável pelo controle do espaço aéreo brasileiro, provedora dos serviços de navegação que viabilizam os voos e a ordenação dos fluxos de tráfego no país   

O Comitê RPAS, equipe multidisciplinar e composta por profissionais das diversas Organizações Regionais do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), finalizou na última quinta-feira (30/1) a revisão de publicações inerentes ao acesso ao espaço aéreo brasileiro por drones.

As mudanças consistem, dentre outras, em transformar as publicações atuais (AIC e ICA) em Manuais do Comando da Aeronáutica (MCA), ratificando a importância do segmento. Esta postura demonstra o compromisso das autoridades brasileiras em fomentar o crescimento do setor de drones, sem abrir mão da segurança das pessoas e propriedades.

Fique por dentro das mudanças presentes nos novos MCAs, que regulamentam os procedimentos e responsabilidades necessários para o acesso ao espaço aéreo brasileiro por drones em três diferentes situações:

AIC N 17

• Será chamada de MCA 56-17
• Tomou maior robustez
• Some o Princípio da Sombra, por estar causando certa confusão nos usuários
• Acrescentadas definições de Pessoa Anuente, Pessoa Envolvida, Aeronave Orgânica e Observador de Aeromodelo
• FPV - obrigatoriamente com uso do Observador de Aeromodelo e em quaisquer locais adequados

AIC N 23

• Passa a ser o MCA 56-23
• Não haverá mais a necessidade de transferir a aeronave para o Órgão Público. Bastará compartilhar a aeronave do piloto com o órgão de governo
• O órgão favorecido deverá aceitar o compartilhamento
• Ao solicitar a operação com sua própria aeronave, o piloto terá acesso aos voos normais; ao ser solicitada a operação pelo órgão público, colocando o proprietário como piloto, este terá o acesso ao previsto no MCA 56-23
• Acrescentadas definições de Pessoa Anuente, Aeronave Orgânica e Pessoa Envolvida
• Prevê agora contratação para a Defesa Civil, para aeronaves não orgânicas

AIC N 24

• Passa para MCA 56-24
• Acrescentadas definições de Pessoa Anuente, Aeronave Orgânica e Pessoa Envolvida
• Não haverá mais a necessidade de transferir a aeronave para o Órgão Público. Bastará compartilhar a aeronave do piloto com o órgão de governo
• O órgão favorecido deverá aceitar o compartilhamento
• Ao solicitar a operação com sua própria aeronave, o piloto terá acesso aos voos normais; ao ser solicitada a operação pelo órgão público, colocando o proprietário como piloto, este terá o acesso ao previsto no MCA 56-24
• Acrescentadas definições de Pessoa Anuente, Aeronave Orgânica e Pessoa Envolvida
• Em casos de necessidade de contratação para a Defesa Civil, poderá ser feita no MCA 56-23

ICA 100-40

• Acrescentadas definições de Pessoa Anuente, Aeronave Orgânica e Pessoa Envolvida
• Voos informados passam de 30 para 40 metros, mantendo os dois quilômetros de afastamento

O DECEA é a organização responsável pelo controle do espaço aéreo brasileiro, provedora dos serviços de navegação aérea que viabilizam os voos e a ordenação dos fluxos de tráfego aéreo no país. Subordinado ao Comando da Aeronáutica, o DECEA é o órgão gestor do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB), que compreende outras 13 organizações, responsáveis pela execução operacional das atividades que materializam o cumprimento das metas e atribuições do Departamento.

Para planejar, gerir e executar essas atividades, no âmbito dos cerca de 22 milhões de quilômetros quadrados de espaço aéreo sob responsabilidade do Brasil, a organização incorpora recursos humanos altamente especializados e detém expertise e tecnologias indispensáveis para a execução dos complexos procedimentos atinentes às estratégias do SISCEAB.

Com informações do DECEA 

Fonte de Informações obtidas pela internet.

EUA proíbe uso de seus drones fabricados na China


O Departamento de Interior dos Estados Unidos proibiu o voo de seus drones fabricados na China ou com componentes chineses, dispositivos que, segundo Washington, podem representar um risco à segurança nacional.

O secretário David Bernhardt "revisa o programa de drones" do departamento e "ordenou que os drones fabricados na China ou com componentes chineses sejam proibidos de voar", explicou um porta-voz em comunicado nesta quinta-feira.

O Departamento de Interior possui 810 drones: 786 fabricados na China e 24 nos Estados Unidos com peças chinas.

A empresa chinesa DJI é líder desta tecnologia, com 70% do mercado mundial.

O Ministério de Relações Exteriores chinês informou nesta sexta que ainda buscava "uma maior compreensão da situação", mas pediu para os Estados Unidos criarem um "entorno não discriminatório para empresas chinesas".

"Pedimos aos Estados Unidos que deixem de abusar do conceito de segurança nacional, deixem de exagerar a chamada 'ameaça da China' e deixem de oprimir as empresas chinesas sem razão", disse o porta-voz do ministério chinês, Geng Shuang, em coletiva de imprensa.

A diretriz não afeta os aparelhos "atualmente utilizados para emergências, como o combate a incêndios, as operações de resgate, as catástrofes naturais que possam colocar vidas e propriedades em risco".

"Estamos muito decepcionados", disse à AFP uma porta-voz da DJI, acrescentando que a empresa não tirá comentar neste momento .


Fonte : internet EM


Coronel Vargas bloqueia cadastro do DECEA da Globo de Pernambuco  

Palestrantes antiprofissionais da globo

Coronel Vargas bloqueia cadastro do DECEA da Globo de Pernambuco após infeliz comentário em palestra.
O Coronel vargas após ficar sabendo da declaração de um dos palestrantes que voa com seu drone quando não consegue informa vou pois não pode perder as imagens por causa de uma falha ou não conseguir informar o voo por qualquer motivo. O Coronel Vargas bloqueio por 3 meses o cadastro e aguarda retratação sobre este comentário falho e antiprofissional 

Anatel deixa de cobrar taxa de R$ 200 para homologar celulares e drones

18/10/2019  16:23

  • Anatel cobrava R$ 200 para homologar drones e produtos destinados a uso próprio, ou R$ 500 em caso de fins comerciais

A Anatel não cobrará mais uma taxa para emitir certificados de homologação: a isenção entrará em vigor a partir dos próximos dias, quando o novo regulamento da agência for publicado no Diário Oficial. A medida é válida para todos os produtos de telecomunicações, inclusive drones e celulares importados para uso próprio. 

Antes, a Anatel cobrava R$ 200 para homologar drones e outros produtos destinados a uso próprio. Por exemplo, era necessário pagar essa taxa caso seu equipamento importado através dos Correios fosse apreendido. E se a certificação tivesse fins comerciais, o valor era de R$ 500. Agora, todos os produtos de telecomunicações estão isentos.

Sem a cobrança de taxa, a agência espera que os procedimentos de homologação sejam mais rápidos, "o que simplifica e desburocratiza o processo de avaliação da conformidade, mantendo a exigência de elevados padrões de qualidade e segurança para o consumidor".

O novo regulamento foi aprovado pelo Conselho Diretor da Anatel nesta quinta-feira (17) e começará a valer após a publicação no Diário Oficial da União. Ele atualiza um documento que foi publicado em 2000 e atualizado pela última vez por uma resolução de 2016.

Anatel não cobra taxa de produtos para uso próprio

"Drone, equipamento de radioamador ou qualquer outro produto a ser usado por usuário final, não cobraremos mais qualquer taxa, em uma iniciativa para baratear os custos do Estado brasileiro, em apoio ao esforço do Ministério da Economia", disse o presidente da Anatel, Leonardo Euler de Morais.

Em julho, o presidente Jair Bolsonaro adiantou no Twitter que a taxa administrativa de R$ 200 para os equipamentos de radioamadores seria extinta em outubro.

A medida também vale para drones e produtos importados para uso próprio. Em seu site, a Anatel esclarece que brasileiros podem trazer celulares de viagens ao exterior, desde que seja certificado por uma agência estrangeira.

Mas, caso o smartphone seja adquirido pela internet em sites do exterior, "o equipamento fica sujeito à fiscalização da Anatel e da Receita Federal nos Correios e pode ter seu acesso barrado ao entrar no país".

Com informações: Anatel, TeleSíntese.

22/06/2019 Videos Drone 

Protetor de Hélice , será que protege mesmo ?

Recentemente fui contratado para fazer umas imagens INDOOR de um evento particular e o organizador me solicitou que o drone utilize protetores de Hélice.

Atendendo ao pedido usei nas filmagens e ai vai minhas conclusões sobre o produto  , o voo e se realmente protege .

             Primeiro , o produto realmente quando fui utilizar a primeira impressão de fragilidade e que vai destabilizar o drone e imediato.

Eu não acho que este produto posso realmente proteger , no máximo se você chegar perto de algum obstaculo vai evitar de bater primeiro a hélice .

            Na questão de proteger as pessoas acho que não protege e se uma pessoa conseguir pega o drone por baixo os dedos ainda poderão ficar presos entre o protetor e a hélice.

A instalação deste modelo é muito rádio e simples, bastando somente unir as partes e apertar travando na Carcaça do Drone.

Concusões finais:

        Por se tratar de um produto barato e com qualidade inferior ao corpo do Drone eu realmente não aconselho nem usaria no Drone.

        O Drone fica um pouco desestabilizado em voo e apesar de ser leve com certeza esta fazendo  uma força a  mais , mesmo que pouco e imperceptível pra nós , mas o drone com certeza estará sentindo isto em voo.

     Existem vários modelos e fabricantes, utilize sempre se possível do Fabricante do seu drone e use em locais indoor caso seja solicitado , mas realmente não vejo vantagem em usar .

 OBS:  Se as hélices neste modelo que usei estivessem dentro de um tipo de grade  protegendo-as por cima e por baixo e sem espaço para conseguir enfiar os dedos ai sim estaria protegendo as Hélices das pessoas se o drone cair.   Desta forma que está não protegerá nada !

Vídeo do voo e teste em breve !

Por : Demetrius ( Videos Drone )

______________________________________________

DJI declara "fim de vida" para MAVIC Pro e outros drones


Comunicado da empresa pode indicar chegada de novos produtos ao mercado

DJI anunciou o "fim da vida" (da sigla em inglês EOL) do drone comercial MAVIC PRO e de outros modelos, o que significa que eles não serão mais enviados aos lojistas e nem vendidos na loja oficial da empresa.

Site oficial: DJI Phantom 4

08/05/2018 às 13:40Notícia

DJI lança oficialmente drone topo de linha Phantom 4 Pro V2.0

Destaques ficam para hélices com redução de ruídos e menor peso

Alguns produtos da lista já tinha o seu fim de vida útil - na visão da fabricante, não dos consumidores - esperado, como o Phantom 3 SE, PHANTOM 4 PRO , Mavic Pro e o Mavic Pro Platinum.

O principal motivo para isso é o lançamento dos novos Mavic 2 Pro e Mavic 2 Zoom, que trazem recursos superiores como câmera com sensor de 1 polegadas, tempo de voo e funcionalidades de captura de imagem.

Já o EOL dos drones Phantom 4 Pro e Phantom 4 Pro+ é surpreendente. Isso deixa apenas o Phantom 4 Advanced e o Phantom 4 Pro v2.0 com listagens no site oficial da DJI.

A decisão também levanta especulações de que um novo drone chamado Phantom 5 com lentes intercambiáveis pode ser lançado em breve. De acordo com o site Drone DJ, a expectativa é de que o novo produto vá chegar até o final do ano.

O anúncio da DJI veio através de um memorando enviado no dia 30 de agosto para os lojistas parceiros da companhia na China. Segundo a notícia, lojas nos Estados Unidos também receberam o aviso.

Apesar de aparecerem na lista, os estabilizadores para smartphones Osmo+ e Osmo Mobile ainda aparecem na loja oficial da DJI.


DJI prepara mais um Lançamento

O que será que estar vindo este ano da DJI

NEW YORK , 22 de janeiro 2018 às 10:00 horas

Mais uma vez a DJI prepara uma super apresentação, desta vez em New York USA , as 10:00 horas local. 

Muitas especulações e muitas publicações pela internet fazem a marca DJI ficar cada vez mais forte. 

A DJI é a maior e a mais importante fabricante de Drones e produtos para Filmagens e esta presente fortemente no mercado Brasileiro onde a confiabilidade e a grande quantidade de peças e acessórios  facilitam e colocam como uma das marcas confiáveis para hobbystas e profissionais de fotografia e filmagens com Drones.

Agora é só aguardar e esperar para vermos mais uma das obras da DJI.

Conhelça o  Intel® Falcon™ 8

O Drone da Intel para trabalhos Profissionais

The Intel® Falcon™ 8+ System



ele Intel® Falcon ™ 8+ Drone é um veículo aéreo profissional, não tripulado com um design patenteado em forma de V e possui a melhor segurança e desempenho avançado da classe ideal para inspeção e mapeamento próximo.

Intel® Cockpit Controller

O Intel® Cockpit Controller é o principal controle do sistema Intel® Falcon ™ 8+ e possui um inovador design de joystick para controle de vôo de mão única.

Ver Tamanho Completo FullView SizeView Full SizeView Full SizeView Full SizeView Full SizeView Full SizeView Full Size

Características e benefícios de desempenho

Desempenho de voo avançado

O drone Intel® Falcon ™ 8+ é projetado para fornecer vôos consistentes e estáveis em face de influências externas, como sinais de GPS fracos e ventos fortes, além de proporcionar resistência a distúrbios de campo magnético. Leve com a melhor relação peso-a-carga útil para vôos eficientes, permite coletar dados incrivelmente precisos, de alta qualidade, georreferenciados e acionáveis, enquanto operam em ambientes desafiadores.

Dados de Precisão

Com opções de carga útil profissional, o drone Intel® Falcon ™ 8+ pode fornecer dados detalhados para ortografia e reconstrução em 3D, com precisão milimétrica para distância de amostra de solo (GSD). O design exclusivo e patenteado em forma de V ajuda a garantir uma captura de dados desobstruída e permite uma visão superior a 180 graus de cima para baixo para uma variedade de perspectivas, de uma câmera, em um único vôo. E para privacidade de dados, o sistema Falcon 8+ pode ser configurado como um sistema fechado com armazenamento de dados isolado, a bordo, que não transmite dados pela internet pública.

Segurança do melhor em sua classe

O Intel® Falcon ™ 8+ UAV foi projetado para uma segurança superior com a máxima redundância do sistema eletrônico e hardware. A Unidade de Controle da AscTec Trinity fornece três IMUs redundantes, para uma fusão de dados rápida e confiável que verifica e controla a posição, a altitude e a orientação do drone, para uma melhor capacidade de resposta e estabilidade durante os vôos. Também possui redundâncias adicionais para comunicações, baterias, rotores e motores.

Pronto para viajar

Rugged para trabalhos comerciais, mas compacto para a melhor mobilidade, o sistema Intel® Falcon ™ 8+ possui design industrial de alta qualidade para uso profissional. As cargas úteis são facilmente permutáveis no campo, e as baterias Intel® Powerpack são projetadas para portabilidade em vôos de avião.

Opções de carga útil

Sony Alpha 7R *

O Sony Alpha 7R é uma câmera fotográfica de quadro completo com uma resolução de imagem de 36 MP, que permite exibir até mesmo os melhores detalhes. Possui 36 MP ISO 100-25.600, um sensor de quadro completo de 35mm e nenhum filtro de passagem baixa óptico.

Veja o que está na caixa

Inspeção de carga útil

A Carga útil de inspeção oferece imagens térmicas RAW RGB e de 14 bits de cor real, horrível e georreferenciada. Consiste em duas câmeras montadas em paralelo em um cardã, uma câmera RGB de sensor completo e a câmera FLIR Tau 2 640.

Veja o que está na caixa

Planejamento de vôos

Planejamento de vôo complexo

O software de planejamento de vôo AscTec Navigator permite a saída de área alta. Prepare missões de waypoints complexas em seu laptop para automatizar vôos de pesquisa.

Pesquisa rápida

Esta ferramenta suporta um vôo de pesquisa rápido e automatizado sem um laptop. Basta inserir os parâmetros necessários, como a distância da amostra de terra, depois definir coordenadas de início e ângulo final através do Intel® Cockpit Controller; o drone Intel® Falcon ™ 8+ ajustará automaticamente a altitude de vôo, a velocidade, as posições de fotos baseadas em GPS e a sobreposição para fornecer os resultados desejados dentro do menor tempo de voo.

Planejamento do caminho com pontos de passagem exatos

A função WP / Path cria uma reprodução exata da imagem aérea. Várias posições de fotos, incluindo a orientação da câmera, podem ser salvas como waypoints únicos ou como caminhos complexos com muitos waypoints, proporcionando assim um processo automatizado para repetir o voo.

Círculo de Interesse (COI)

A função Circle of Interest (COI) gera um vôo de waypoint circular para permitir a captura sistemática de imagens em torno do ponto de interesse de acordo com sua configuração.


Compreendendo a Solução AeroScope do DJINo mês passado, o DJI apresentou o AeroScope, seu sistema pronto a usar para identificar, rastrear e monitorar drones no ar, protegendo a privacidade dos operadores de drones e impondo nenhum custo sobre eles. Os funcionários responsáveis ​​pela aplicação da lei, a segurança nacional e a segurança da aviação...

O Mavic Pro Platinum apresenta um design elegante e um corpo compacto que é poderoso e atraente. Um novo e melhorado tempo de vôo de 30 minutos, juntamente com uma redução de 60% do ruído, torna o melhor drone portátil do Mavic Pro Platinum DJI.